terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Torpedão 116: Ricardo Marcelo deveria deixar de ser mesquinho com Belém e seguir o exemplo da irmã

Enquanto a empresária belenense conhecida por Dona Aline está ampliando a indústria 3 de Maio em Belém, o que gerará mais empregos no município, o seu irmão empresário e deputado estadual Ricardo Marcelo (PSDB), com quase oito anos como parlamentar, proprietário de uma das mais bem sucedidas empresas alimentícias da Paraíba, não constrói sequer uma filial de seu grupo empresarial em Belém. E ainda tem gente que continua votando nele. Pode uma coisa dessas?

3 comentários:

Anônimo disse...

Nada a ver esse comentário. Tem um objetivo meramente político. Caso o deputado fosse do PT, o blogueiro estaria justificando a não instalação da filial da fábrica por conta da distância dos grandes centros regionais. Por isso que em Belém o povo não cresce mentalmente. Conta-se nos dedos os belenenses com nível superior que progrediram na vida profissional. Vamos deixar de disse me disse, de fuxico e vamos trabalhar ou estudar pra engrandecer o nome de Belém. Em toda cidade do Sertão da Paraíba os filhos da terra estudam ou trabalham e conseguem conquistar locais de destaque na sociedade. Veja o exemplo de Celso Furtado, levou o nome de Pombal para o mundo.

Júnior Miranda disse...

Meu caro anônimo, seu comentário é de uma ignorância tremenda. Belém é distante dos centros regionais? Nossa! Tu precisa estudar um pouco da geografia paraibana. É justamente por essa característica, entre outras, que o deputado empresário deveria instalar uma filial de suas empresas em Belém. Pois nosso município tem uma localização privilegiada, dista aproximadamente 120 km de João Pessoa, 95 km de Campina Grande, 140 km de Natal, 250 km de Recife, o que para a logística de uma empresa do porte da empresa do deputado não é nada, pelo contrário, teria benefícios.


Se a tua justificativa é sobre a distância entre os maiores centros urbanos, por que o deputado afirmou que iria construir uma de suas filiais em Guarabira, que dista apenas cerca de 30 km de Belém? Por isso a tua justificativa demonstra a tua lastimável ignorância. Se fosse assim a Indústria 3 de Maio já estaria falida e não funcionaria em Belém, e ainda não exportaria seus produtos para o Ceará, o Rio Grande do Norte, o Pernambuco e outros estados brasileiros. A questão não é política, até porque o deputado empresário é irmão da proprietária da indústria citada a qual elogiei pela decisão de ampliá-la.

Agora definitivamente você não conhece Belém e mostra seu repugnante preconceito contra os belenenses, espero que não seja algum assessor ou parente do deputado, o que agravaria ainda mais a sua fala. Infelizmente você não leu as matérias sobre a aprovação de mais de 60 estudantes belenenses nos últimos vestibulares em diversos cursos nas universidades federais, estaduais e privadas.

Sabe por que a educação estava estagnada no nosso município? Por causa do próprio irmão do deputado que arrasou, sucateou a educação belenense. Por causa dessa oligarquia familiar dos dois irmãos “Marcelos”, com raríssimas exceções, os quais nunca investiram na educação do povo belenense durante os 20 anos em que estiveram à frente da administração do município.

Mas, isso está mudando e continuará mudando para melhor, basta lembrar mais uma vez as dezenas de estudantes aprovados nos últimos vestibulares, algo que não acontecia no passado, ou eram pouquíssimos os aprovados.

Não temos, como muitos outros municípios paraibanos e brasileiros, um nome de um Celso Furtado no rol dos filhos ilustres, o que seria uma honra, mas com certeza temos muitos Celsos Furtados nas atitudes aguerridas, elogiáveis, destemidas que nos faz sentir orgulhosos de sermos belenenses, paraibanos e nordestinos sim senhor! Apenas lamento através dessas palavras o seu comentário no mínimo ignóbil, desprezível.

Anônimo disse...

Este anonimo infelizmente está pocesso de arizias, vejamos: O Empresário e Deputado nem o apoio do irmão tem, avalie dos terceiros belenenseS. é uma pura vergonha e uma rasteira e medilcre mente do deputado e do anonimo que se desvia das verdades, e se engasga com os pipos e bolachas, porque pra ele só tem o restim: Infelizmente é pura realidade, e mais, se sobrar um estim no saquim: Pode ser a festa do sal. pq fest? belém nunca terá!

Clicky Web Analytics